Tuesday, December 13, 2005

O que é legal em portugal sobre a clonagem.


Portugal

É legal utilizar embriões humanos na investigação médica?
Não. Em Portugal, nunca houve consenso sobre o estatuto do embrião. Isto impediu todas as tentativas de legislar a procriação clinicamente assistida (nas últimas 2 décadas foram propostos mais de 10 projectos de lei).
Existe um Decreto muito generalista (Decreto 135/VII (1997) publicado pelo Conselho de Ministros) proibindo "a criação ou utilização de embriões para fins de investigação ou experimentação científica ". Aceita, no entanto, a investigação "quando esta tenha como único propósito beneficiar o embrião ".


É legal a produção de um embrião unicamente para fins de investigação médica?

Não. O Decreto 135/VII (1997), publicado pelo Conselho de Ministros, proíbe "a criação ou utilização de embriões para fins de investigação ou experimentação científica ". No entanto, aceita a investigação "quando esta tenha como único propósito beneficiar o embrião".
A Convenção Europeia para a Protecção dos Direitos Humanos e Dignidade do Ser Humano no que respeita à Aplicação da Biologia e Medicina (igualmente denominada Convenção de Oviedo) começou a vigorar em Portugal em Dezembro de 2001. O Artigo 18 proíbe expressamente a "criação de embriões humanos para fins de investigação "


É legal utilizar embriões humanos para produzir células estaminais?

Em Portugal não existe legislação respeitante às células estaminais. No entanto, o Artigo 18 da Convenção de Oviedo - que tem funciona como lei em Portugal - proíbe a "criação de embriões humanos para fins de investigação ".

É legal clonar um embrião humano para investigação médica (clonagem terapêutica)?
Em Portugal, não existe legislação sobre clonagem terapêutica. Porém, o Artigo 18 da Convenção de Oviedo - que tem força de lei em Portugal - proíbe explicitamente a "criação de embriões humanos para fins de investigação ".
A comunidade científica portuguesa, contudo, concorda com esta possibilidade tecnológica e encara-a como uma esperança para a medicina do futuro.


Existe alguma lei que proíba a clonagem reprodutiva?

Sim. A Lei sobre Técnicas de Procriação Assistida, promulgada pelo Parlamento em Julho de 1999, proibe a clonagem reprodutiva e criminaliza a sua utilização.

Consultar fonte

Reino Unido aprova clonagem de embriões humanos para pesquisa

A Câmara dos Lordes do Parlamento britânico aprovou a clonagem de embriões humanos para pesquisa de novos tratamentos para doenças como os males de Alzheimer e de Parkinson. Depois de sete horas de debates, os lordes consideraram que as vantagens científicas dessas experiências são maiores do que os temores que cercam a clonagem de seres humanos. Cientistas envolvidos com a pesquisa médica saudaram a decisão do Parlamento, mas há receio em alguns setores políticos e religiosos de que esse pode ser o primeiro passo para a clonagem de um ser humano completo. Para os opositores da medida não houve considerações suficientes sobre as implicações éticas da clonagem para efeitos "terapêuticos". Maioria A proposta, apresentada pelo Partido Liberal-Democrata - a terceira força no Parlamento britânico - foi aprovada por 212 votos contra 92. A decisão, aprovada na Câmara dos Comuns no mês passado, tem força de lei, dependendo apenas de regulamentação. Mas uma comissão parlamentar ainda vai abrir um inquérito sobre as implicações da legalização da clonagem de embriões humanos para pesquisa. Doenças genéticas Os partidários da aprovação da clonagem "terapêutica" alegam que a demora na pesquisa pode prejudicar pessoas com doenças genéticas. Os cientistas acreditam que doenças como essas podem ser curadas ao se desenvolver novas formas de regenerar ou substituir tecidos com anormalidades. Muitos cientistas acreditam que isso pode ser feito usando células-mães presentes nos embriões humanos. A proposta aprovada pela Câmara dos Lordes autoriza a retirada das células-mães do embrião humano com no máximo 14 dias de vida.
Consultar fonte deste artigo

Friday, November 18, 2005

Clonagem - problemas éticos

"Problemas Éticos ?
A questão da clonagem humana não pode ser reduzida apenas a um problema técnico. Está em jogo não apenas a vida de um novo ser, mas a sua própria dignidade enquanto pessoa. Ao clonar-se as células de um ser humano, destrói-se a própria identidade do novo ser. Deixamos de ter indivíduos, e como tais únicos e irrepetíveis, para termos múltiplos sem dignidade própria.
- Com que fundamento moral se podem produzir seres para servirem de material genético para outros seres?
- Com que fundamento se pode produzir seres humanos deficientes apenas para gozo de frustrados pais ou em nome de progresso científico?
"

Retirado do site: Clonagem Humana...

Tuesday, November 08, 2005

Clonagem...

O que é a clonagem?
É o procedimenteo científico que consiste em pegar o material genético de um organismo para obter outro idêntico, denominado clone. Através da clonagem, não há uma união de óvulos com espermatozóides.
Em que consiste a clonagem terapêutica?

Ver mais informação no site:
http://www.acidigital.com/clonagem/perguntas.htm

O Cidadão comum

O nosso trabalho é registar e apresentar a posição do cidadão comum sobre a clonagem humana.
Daremos notícias

Carla, Daniela e Tiago